Carnavalesco Lucas Milato da Inocentes de Belford Roxo apresentou primeiros protótipos de fantasias

Spread the love

Inocentes produz protótipos de alas

A Inocentes de Belford Roxo apresentou para presidência, nesta segunda-feira (31/11), os primeiros protótipos de fantasias produzidos em seu atelier, para o Carnaval de 2023, que tem como enredo “Mulheres de Barro”, que conta a história das artesãs produtoras de panelas de barro, de Goiabeiras, do Estado do Espírito Santo.

Segundo o carnavalesco Lucas Milato, já foram confeccionados mais de 80% dos pilotos das fantasias, no atelier, no Centro de Belford Roxo. O artista que está tirando os desenhos do papel e tornando realidade e o arquiteto urbanista, Adjar Oliveira, que a 8 anos é o responsável por essa missão.

“Minha função é conseguir transformar verdadeiros os sonhos do carnavalesco, claro que pego carona e coloco também, os meus desejos, adequando a volumetria, tipos de tecidos e materiais alternativos para no final termos o resultado desejado. O bom é que a administração da Inocentes me dá toda estrutura para que tudo saia perfeito. O presidente Reginaldo Gomes tem amor pela agremiação e isso nos faz trabalhar com vontade. Já colocamos algumas alas na linha de produção e com certeza faremos um grande carnaval”, declarou o arquiteto e artista plástico, Adjar Oliveira.

O artista deve terminar a confecção dos pilotos das fantasias, até 15 de novembro. E na Caçulinha da Baixada também, foi responsável pelas reproduções das fantasias do abre-alas do enredo “Chatô, a fanfarra do homem sério mais engraçado do Brasil”(2007); da comissão de frente e composições do enredo “Corumbá – Ópera Tupi Guaikuru”(2012)  e de algumas alas do enredo “Marta do Brasil – Chorar no começo para sorrir no fim”(2020).

Foto(divulgação) 1: O artista plástico Adjar Oliveira confeccionando mais um protótipo de fantasia da Inocentes para 2023.

Foto (divulgação) 2: Adjar Oliveira com seus funcionários na bancada de produção

Foto (divulgação) 3: O protótipo da fantasia que irá para a avenida,  representando “A Banda de Congo Panela de barro”, uma das manifestações culturais de Goiabeiras.


Spread the love