Clima de alegria e emoção marcam retorno da Feijoada da Família Portelense

Spread the love

Depois de oito meses sem eventos, agremiação recebeu público seguindo diversos protocolos de segurança

Após oito meses, a Portela reabriu sua quadra, em Madureira, no último sábado (7), com a tradicional Feijoada da Família Portelense. A alegria e a emoção com a volta das atividades marcaram o evento, que recebeu cerca de 1.200 pessoas e contou com a bênção especial de um padre.

 

Para recepcionar os frequentadores com total segurança, a escola, que foi a primeira do Grupo Especial a retomar sua programação, elaborou um rígido protocolo sanitário, que incluiu redução da capacidade de público em 50%, medição de temperatura na entrada, instalação de dispensers de álcool em gel, sinalização, tapetes higienizantes e uso de máscaras, entre outras medidas. Uma equipe com 40 pessoas ajudou a orientar o público no cumprimento dos protocolos.

A abertura ficou por conta do grupo Samba dos Crias. Em seguida, se apresentaram o grupo Tempero Carioca, e os cantores Flavia Saolli, Wanderley Monteiro e Sandra Portella. O encerramento foi com a bateria Tabajara do Samba, a rainha Bianca Monteiro, o intérprete Gilsinho, passistas e o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira da escola, Marlon Lamar e Lucinha Nobre. Mestre Monarco, Tia Surica e os demais membros da Velha Guarda, que são os tradicionais anfitriões da festa, foram poupados do show, assim como a ala das baianas e o Departamento Feminino.

O presidente da Portela, Luis Carlos Magalhães, classificou como positiva a volta da Feijoada. “Foi um momento muito esperado por todos nós. Sabemos que muitas pessoas ainda têm receio de sair de casa, por isso nos esforçamos, ao máximo, para garantir a segurança de todos os que vieram. Foi um importante primeiro passo. Nossa equipe conseguiu cumprir, sem nenhum incidente, todos os protocolos que foram alinhados em reunião com os órgãos competentes.”

O presidente e o vice, Fábio Pabão, também fizeram questão de homenagear a memória dos componentes da Portela que faleceram durante o tempo em que as atividades ficaram paralisadas, como o músico Dinho Santiago, da Velha Guarda Show, e o cartunista Lan, sócio benemérito da agremiação. Antes de pedir um minuto de silêncio, Luis Carlos Magalhães completou: “Nós temos uma missão a cumprir. Temos que manter a nossa escola firme, em pé e para frente, conquistando títulos e honrando seu passado.”

Outra grande alteração no formato do evento foi na compra de bebidas, feijoada e petiscos. Para evitar filas no caixa e no bar, a venda foi feita exclusivamente através de garçons, que levavam os produtos até as mesas. Os ingressos foram vendidos pela internet, e a disposição das mesas respeitou o distanciamento de dois metros entre cada uma. Além disso, o espaço foi higienizado por uma empresa especializada.

Antes da abertura, o padre Marcelo Freitas, da Paróquia São João Paulo II, no Caju, benzeu toda a quadra e mandou uma mensagem para os frequentadores. “A Portela é um local de alegria, de promoção da vida e de muitos projetos sociais. Que a reabertura possa representar um marco na conscientização pela preservação da vida, seguindo todos os cuidados necessários”, disse o sacerdote, que também é capelão da Portela.

“É muito bom poder estar de volta. Todos nós estávamos sentindo muita falta. Sabemos que nada será como antes, mas vamos fazer todo o esforço para nos adaptar ao novo normal. O samba é alegria, é festa, é convivência. A Portela é uma família e, aos poucos, todos nós poderemos nos reencontrar”, comemorou a porta-bandeira Lucinha Nobre.

Vale ressaltar que, pelo terceiro mês consecutivo, a Azul e Branco ofereceu sua famosa feijoada em sistema de delivery. Quem ainda não se sentiu à vontade para voltar à quadra, teve a chance de degustar o prato no conforto de casa.

 

 

Crédito das fotos em anexo: Raphael Perucci / Divulgação

 

Crédito da foto garcom.jpg: Marcelo Moura / Divulgação

 

Fotos 0312 e 0334: Henrique Matos / Divulgação

 


Spread the love
  • Related Posts

    Unidos da Tijuca transforma passista em musa

    Spread the love

    Spread the loveUnidos da Tijuca transforma passista em musa da comunidade para o Carnaval 2025 Nathanny Peres é passista da escola desde 2014 A Unidos da Tijuca promoveu Nathanny Peres ao time…


    Spread the love

    Unidos de Padre Miguel convoca compositores para entrega de sinopse

    Spread the love

    Spread the loveUnidos de Padre Miguel convoca compositores para entrega de sinopse Explanação o enredo acontecerá na quadra da escola A Unidos de Padre Miguel convida os compositores que queiram…


    Spread the love

    Você perdeu

    Unidos da Tijuca transforma passista em musa

    Unidos da Tijuca transforma passista em musa

    Quitéria Chagas será coroada Rainha de Bateria do Império Serrano

    Quitéria Chagas será coroada Rainha de Bateria do Império Serrano

    Unidos de Padre Miguel convoca compositores para entrega de sinopse

    Unidos de Padre Miguel convoca compositores para entrega de sinopse

    Unidos de Bangu anuncia enredo

    Unidos de Bangu anuncia enredo

    Tatiana Breia recebe a família Baderna na feijoada da União da Ilha

    Tatiana Breia recebe a família Baderna na feijoada da União da Ilha

    Ação Social na quadra da Unidos de Padre Miguel

    Ação Social na quadra da Unidos de Padre Miguel