Com muitos problemas em seu desfile, Lins Imperial sofre com alegoria quebrada

Spread the love

Crédito: Texto Site CN1

“Prestes a completar 60 anos de Fundação, a verde e rosa do Lins desfilou uma releitura do seu próprio enredo de 1990, “Madame Satã – Resistir para existir” que conta a história do transformista pernambucano que se tornou célebre na Lapa carioca no final dos anos 30.

O presidente Flávio Mello, escalou os carnavalescos Eduardo Gonçalves e Ray Menezes para essa releitura.

infelizmente problemas na pista tiraram o brilho do desfile. O mais grave foi a quebra da segunda alegoria, “A Lapa de Satã, que quebrou ainda na concentração da escola.”

 


Spread the love