Coreógrafos da Diversidade prometem super comissão de frente na Intendente Magalhães

Spread the love

Coreógrafos da Diversidade prometem super comissão de frente na Intendente Magalhães
Léo Torres e Daniel Ferrão foram os responsáveis pela comissão da Unidos da Ponte com o enredo Oferendas em 2019

No mês em que se comemora o aniversário de fundação da Umbanda, a escola de samba Acadêmicos da Diversidade renovou as energias para embalar os trabalhos visando o Carnaval 2023. Com um enredo que celebra os 115 anos da religião no Brasil, os coreógrafos da comissão de frente da escola, Léo Torres e Daniel Ferrão se inspiram no maior trabalho que fizeram na Marquês de Sapucaí para ajudarem a Diversidade no tão sonhado acesso.

“Estamos trabalhando juntos desde 2016, quando tivemos nossa primeira oportunidade na Intendente Magalhães, e chegamos à Sapucaí em 2019 com o ‘Oferendas’ da Unidos da Ponte, um enredo bastante semelhante ao da Diversidade. Então, tenho certeza que vamos repetir todo esse sucesso em 2023 e podem contar com um lindo trabalho de comissão de frente, pois vamos fazer o melhor”. Destacou o coreógrafo Léo Torres.

Na comissão de frente da Unidos da Ponte em 2019, mesmo com todo o temporal que caiu na Marquês de Sapucaí, Léo Torres e Daniel Ferrão se destacaram com uma apresentação impecável que apresentava um elemento cenográfico que simbolizava um ritual religioso que se “movia sozinho” na avenida.

Léo Torres e Daniel Ferrão comandarão a comissão de frente do Acadêmicos da Diversidade, que no Carnaval 2023 levará para a Série Prata da Superliga do Brasil, na Intendente Magalhães, o enredo “Umbanda – Diversidade é Paz, Amor e Caridade”, desenvolvido pelo Carnavalesco Carlos Eduardo.


Spread the love