Beija-Flor de NilópolisGRUPO ESPECIAL

Beija-Flor lança série de vídeos para os pequenos com história do samba

Mês das crianças: Beija-Flor lança série de vídeos para os pequenos com história do samba

Digitalmente ativa desde o início da quarentena por causa da Covid-19, a Beija-Flor de Nilópolis começou outubro, mês das crianças, focada em mobilizar seus admiradores mirins em torno de uma iniciativa inédita: uma série de produções audiovisuais didáticas que contam histórias da própria escola e do Carnaval do Rio de Janeiro. O projeto, intitulado “Grandes histórias para pequenas pessoas”, é desenvolvido pela equipe responsável pelo desfile da azul e branco, até então adiado indefinidamente durante a pandemia.

O primeiro episódio da iniciativa resultou em um vídeo de cinco minutos que apresenta a história de Mestre Cabana, figura ilustre da Beija-Flor desde a fundação da agremiação, na década de 1950. Foi Silvestre David da Silva, apelidado de Cabana, quem registrou a inscrição da Deusa da Passarela para o primeiro desfile de sua história. Agora, graças ao novo produto de mídias sociais da escola, as crianças apaixonadas estão descobrindo os detalhes desse passado de maneira lúdica e dinâmica. Em momentos posteriores, outros personagens serão apresentados a elas através do projeto.

A responsabilidade de adaptar a narrativa desses fatos e transformá-los em uma narrativa compreensível ao público infantil coube a Bianca Beherends, Vitor Santos e Ubiratan Silva — os três já integraram a equipe de Carnaval da escola. A dublagem ficou por conta da designer Adriane Lins, que deu voz ao personagem Beija-Florzinho, responsável por dialogar diretamente com a criançada. As falas dele são elaboradas por Bianca e sobrepõem desenhos multicoloridos feitos por Vitor, com resultado final editado por Ubiratan.

Com a novidade, a Beija-Flor coloca em evidência, mais uma vez, seu esforço para que as engrenagens da folia não deixem de funcionar mesmo durante a crise sanitária e econômica que atravessa os planos das escolas de samba cariocas. Enquanto não são retomados os trabalhos voltados para a Marquês de Sapucaí, a instituição de Nilópolis olha para a frente e busca atrair quem pode melhorar o mundo e a festa mais popular do país: os pimpolhos, sementes do amanhã.

 

Links do vídeo:

Crédito: Foto Site Carnavalesco

Instagram: https://www.instagram.com/tv/CFzT7dhJq_z/?hl=pt-br

Facebook: https://web.facebook.com/watch/?v=1997884937014318