Novembro Negro Rio entra no calendário oficial da cidade

Spread the love

Novembro Negro RIO entra no calendário oficial da cidade
Durante todo o mês diversas atividades celebrarão a igualdade racial na cidade

Crédito: Imagem de Freepik

A Prefeitura do Rio inseriu oficialmente o período de celebrações no mês da Consciência Negra no calendário de eventos da cidade. O objetivo é promover a igualdade racial e conscientizar a população com atividades voltadas para a reflexão sobre uma sociedade mais igualitária, inclusiva e antirracista. O decreto assinado pelo prefeito Eduardo Paes cria o Novembro Negro RIO.

– A inclusão do Novembro Negro RIO é mais um avanço na consolidação de ações concretas no combate ao racismo. O Rio preside hoje a Rede Global de Cidades Antirracistas, grupo de municípios criado para trocar experiências e inovar em políticas públicas de promoção da igualdade racial. A partir de agora, novembro será definitivamente um período para a cidade celebrar e refletir sobre o tema. – afirmou o prefeito.

As atividades do Novembro Negro RIO serão lideradas pela Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial (CPIR), órgão ligado à Casa Civil, em parceria com as diversas secretarias do município e com o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro – COMDEDINE-RIO, entre os dias 01 e 30 de novembro de cada ano. O Decreto leva em consideração a importância da herança africana para a construção do Brasil e da cidade do Rio de Janeiro e o Cais do Valongo, na região da Pequena África, que é Patrimônio Mundial da UNESCO, desde 2017.

– Neste primeiro Novembro Negro RIO, teremos agendas culturais no MUHCAB e na Cidade das Artes, além do Cortejo da Tia Ciata, eventos no Caia do Valongo e grandes comemorações nos Arcos da Lapa e em Padre Miguel – celebrou Yago Feitosa, coordenador de Promoção da Igualdade Racial.

Desde o início do mês, a Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial tem realizado, junto com as secretarias municipais de Cultura, Educação, Assistência Social (SMAS), Turismo (SETUR), Desenvolvimento Urbano e Econômico (SMDUE), Integração Metropolitana, Ordem Pública (SEOP) e a Guarda Municipal, e uma série de iniciativas para promoção da consciência negra e de políticas de igualdade racial no município. A agenda passa por ações como a iluminação dos Arcos da Lapa e da Câmara Municipal nas cores da africanidade, a produção do evento “Africa Mundi celebra Zumbi”, oficinas e encontros.

AGENDA NOVEMBRO NEGRO:

9/11
> Aliança Negra: Co-learning que reunirá lideranças de grupos apoiados neste ano e demais convidados.
9h às 12h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

> Neap Fest – ITI: Oficinas e contação de história espaço livre
9h às 12h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

10/11
> Grupo de gênero VIJ, UniRio, Muhcab, SPM-Rio.
14h às 16h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

11/11
> Coletivo Black Chamas: movimento que exalta e honra a força da ancestralidade de pessoas negras. Roda de conversa e acolhimento para a promoção da equidade racial.
9h, Sala de Leitura da Cidade das Artes. Entrada gratuita

> Café das Pretas.
9h às 17h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre

> Roda de Samba do Bar – Nego Álvaro.
10h às 22h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre

> Lançamento do livro “Entre a escravidão e liberdade”
13h30 às 16h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre

11/11 e 16/11
> Circuito Afro-Carioca, com seminários, shows e bailes em Padre Miguel, próximo ao Busto do Zumbi

12/11
> Agenda Cidade Unicef: reunião sobre “Primeira infância negra” para crianças e jovens que fazem parte da ação, na Pavuna. Agenda para estudantes e jovens do projeto.

> Roda de samba e ensaio – Projeto casa funk.
12h às 17h -Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

14/11
> Projeto liderança feminina – Instituto Fundação João Goulart: Realização de desfile, para empoderamento e elevação de confiança para mulheres que trabalham na prefeitura do Rio de Janeiro em cargos de segurança.
12h às 17h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

>Identidades abertas.
15h às 17h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

15/11
>Yèle Sira – Um show Afro Poético: O concerto é composto por nove composições autorais e faz um híbrido entre diversas linguagens artísticas.
10h às 17h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

17/11 a 20/11
>Evento Africa Mundi Celebra Zumbi: grande comemoração do Novembro Negro, com programação de shows, seminários e feiras durante o dia. Iluminação dos Arcos da Lapa com as cores da africanidade.
Arcos da Lapa. Evento gratuito.

17/11
> Coro Madrigal do Villa – o programa do concerto “Música Sacra Negra: Spirituals e Gospel” apresenta obras representativas da música sacra nas Américas, de influência musical africana. O grupo, que faz parte da Escola de Música Villa-Lobos, resgata a importância da ancestralidade africana, presente em praticamente toda a população brasileira, reconhecendo o legado trazido por esses povos que tanto agregam na nossa cultura popular.
20h30, Teatro de Câmara da Cidade das Artes. Entrada: a partir de R$20

> Casa Amarela: imersão, visita guiada, ocupação cultural, contação de histórias, apresentação de música da Orquestra Luna e show de encerramento do dia – Azula memória travesti.
10:30 às 19h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

18, 19 e 20/11
> Peça “Ninguém sabe o meu nome” – história de uma mãe preta de meia idade que se pergunta como deve educar seu filho para enfrentar uma sociedade que não o reconhece como igual. Em cena, a atriz Ana Carbatti – indicada ao Prêmio Shell e ao APTR pelo papel – se múltipla em muitas vozes e corpos, cujas expressões são as premissas do projeto.
Sábado e domingo, às 20h, e segunda-feira, às 19h, Teatro de Câmara da Cidade das Artes.

Entrada: a partir de R$30 na bilheteria da Cidade das Artes ou no site da Sympla https://bileto.sympla.com.br/event/88288/d/223950/s/1515106

18/11
> Roda de Samba – Saravá llê: Aromas Ancestrais: aula sobre perfumaria egípcia ancestral.
13h as 15h – Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

> Rolezinho Literário com Julio Braz. O autor da literatura afro-brasileira fará contações de histórias com o público presente.
15h, Sala de Leitura da Cidade das Artes. Entrada: gratuita

19/11
> Lançamento do livro “Seu João”, de Filipi Gradim, carioca e imperiano de fé. A obra é baseada na história de uma doce jongueira que queria fazer de cada convidado do jongo um irmão, além de uma negra fina e aprumada, que girava feito rainha, no centro de todos, enquanto o batuque acelerava e as pessoas participavam da dança.
15h, Sala de Leitura. Entrada: gratuita

> Velhos Malandros: Roda de samba
15h às 21h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

20/11
> Cortejo da Tia Ciata, que faz o percurso tradicional. Concentração às 10h, no Centro de Artes Calouste Gulbenkian e caminhada até o busto de Zumbi, na Praça Onze.

20 a 24/11
> 4ª edição da Semana da Consciência Negra da Guarda Municipal do Rio, com rodas de capoeira, palestras e oficinas.

> Dia de Turista: visita ao Cais do Valongo e MUHCAB – Museu da História e da Cultura Afro-Brasileira

> Jongo da Serrinha – 60 anos: show sobre a trajetória desse relevante grupo referência da cultura afro-carioca e leva a Cidade das Artes a tradição do jongo com os mais variados instrumentos e figurinos da época para contar a ligação com a África e a história dos jongueiros, que vieram para os morros do Rio com a libertação do povo negro. O Grupo Cultural Jongo da Serrinha se apresenta na Cidade das Artes com 24 integrantes, sendo: 3 cantoras, 6 músicos, 14 jongueiros e 1 produtor.
17h30, Jardim da Cidade das Artes. Entrada franca.

> OSB Jovem com a participação especial de duas cantoras do Jongo da Serrinha: Lazir Sinval e Dely Monteiro, descendentes diretas das famílias jongueiras, tradicionais de Madureira, na Zona Norte.
16h, Teatro de Câmara da Cidade das Artes.

> Samba da Dida: roda de samba
15h às 21h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

21/11
> Debate “Adolescências, judicialização da vida e questão racial: perspectivas da assistência social”.
14h às 17h, Auditório da 3ª Coordenadoria Regional de Educação, Engenho Novo, na URS Casa Viva Del Castilho/ 3ª CAS

22/11
> Palestra II Encontro: “Racismo estrutural e o uso nocivo de substâncias psicoativas” 10h

25 e 26/11
> Feira Aquilombá de Afroempreendedores, com curadoria da CPIR / Prefeitura do Rio e parceria com SEBRAE.

SÁBADO 25/11
> Encontro das baianas de acarajé.
9h às 17h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.

26/11
> 35 anos da Fundação Palmares e lançamento do Ajeum Fest/llê aiê: Comemoração de aniversário da Fundação Palmares.
10h às 22h, Muhcab (Rua Pedro Ernesto 80, Gamboa). Entrada franca. Livre.


Spread the love