‘Panteão’ de bambas homenageia sambistas que se despediram da Beija-Flor.

Spread the love

‘Panteão’ de bambas homenageia sambistas que se despediram da Beija-Flor.

Dedicada quando o assunto é preservar a memória de sua comunidade, a Beija-Flor inaugurou nesta quinta-feira, na sua quadra em Nilópolis, um “panteão” de bambas para homenagear quatro sambistas que se despediram da escola recentemente, deixando saudades entre a comunidade. Com os rostos grafitados nas laterais do palco da sede azul e branca, estão o intérprete Bakaninha, jovem talento que fazia parte do carro de som da agremiação; o artista Léo Mídia, que integrava a comissão de Carnaval; o compositor J. Velloso, que liderava a ala de poetas da casa e  a passista Kianne Collins. Todos partiram entre 2020 e 21.

A iniciativa do tributo partiu do presidente da Beija-Flor, Almir Reis. O toque artístico ficou a cargo do grafiteiro Renato Guerreiro, de 28 anos, que também atua como tatuador. Ele cumpriu brilhantemente a missão de ilustrar fielmente os traços de cada uma das figuras icônicas homenageadas, sempre nas cores da escola, cujo brasão acompanha os desenhos. O resultado foi revelado durante o ensaio para o Carnaval de 2022, previsto para abril.

— Entendemos que Bakaninha, Léo Mídia, Velloso e Kianne precisavam ser eternizados nesse espaço por terem sido figuras que cresceram com a Beija-Flor, emergiram da comunidade de Nilópolis e se projetaram a partir das nossas fileiras em direção ao mundo do samba. Eles precisam ser lembrados como forma de agradecimento pelo amor que dedicaram à escola — explica Reis.

Perda mais recente da Beija-Flor, o intérprete Gilson Conceição Júnior, apelidado de Bakaninha, morreu em janeiro num acidente de carro. Desde então, tem sido lembrado por diversos músicos que se apresentam em eventos na quadra: de Neguinho da Beija-Flor, de quem já era considerado sucessor, mesmo aos 31 anos, até  o grupo Pique Novo, que subiu ao palco na semana passada com camisas em referência ao cantor. Ontem, Bakaninha teve o nome grafado na sala de troféus da “Deusa da Passarela”, outra maneira de homenageá-lo.

O adeus a Hugo Leonardo, o Léo Mídia, aconteceu em dezembro, a poucos dias do Natal, num crime bárbaro que revoltou a Beija-Flor, já confessado pelo autor, que está preso. O artista fez parte da comissão responsável pela criação de alegorias e fantasias da instituição, bem como de diversos outros departamentos dela. Kianne, de 23 anos, integrava a ala de passistas e foi vítima de um atropelamento em novembro. Velloso partiu em novembro de 2020, aos 65 anos: lutou contra um câncer.

A homenagem ao grupo será mantida na quadra da Beija-Flo por tempo indeterminado e poderá ser vista e fotografada por todos os visitantes do espaço.

Créditos na foto: Eduardo Hollanda

Spread the love

Related Posts

Sandro Luiz leva cânticos umbandistas ao palco do Acadêmicos do Salgueiro

Spread the love

Spread the loveFotos: Roberto Narciso Sandro Luiz leva cânticos umbandistas ao palco do Acadêmicos do Salgueiro com show ‘Tem que ter fé’ No dia 23 de junho, domingo, a partir das 14h,…


Spread the love

Unidos de Padre Miguel realiza 1ªFeira Literária “FLI UPM”

Spread the love

Spread the loveUnidos de Padre Miguel e Secretaria Municipal de Educação se unem em Feira Literária Na próxima sexta-feira, dia 14 de junho, a Unidos de Padre Miguel abrirá as…


Spread the love

Você perdeu

Feras do Carnaval realiza entrega de Prêmios

Feras do Carnaval realiza entrega de Prêmios

Liesa começa a receber currículos para novos julgadores

Liesa começa a receber currículos para novos julgadores

Sandro Luiz leva cânticos umbandistas ao palco do Acadêmicos do Salgueiro

Sandro Luiz leva cânticos umbandistas ao palco do Acadêmicos do Salgueiro

Unidos de Padre Miguel realiza 1ªFeira Literária “FLI UPM”

Unidos de Padre Miguel realiza 1ªFeira Literária “FLI UPM”

Russian Seasons no Theatro Municipal do Rio

Russian Seasons no Theatro Municipal do Rio

Mocidade retoma projeto de mestre-sala e porta-bandeira

Mocidade retoma projeto de mestre-sala e porta-bandeira