Espanhola e norte-americana serão musas da Lins Imperial

Espanhola e norte-americana serão musas da Lins Imperial

Silvia Maya e Carla Sánchez somarão ao time de musas estrangeiras da agremiação 

 Gringa cheia de gingado e samba no pé já não é novidade, mas na Lins Imperial, elas não são mais coadjuvantes. E desfilam em grupo: a escola, que já tem duas musas estrangeiras no carnaval do próximo ano, anuncia mais duas musas para somar ao time de gringas da verde e rosa que vão se misturar às beldades do Lins de Vasconcelos.

As mais novas integrantes desse time são a musa espanhola Silvia Maya e a musa Carla Sánchez, do Arizona. Com o mesmo posto, também estreia na Sapucaí em 2022 as norte-americanas Adriana Blanco e Jenny Geska, da Carolina do Norte.

Silvia Maya é apaixonada pelos ritmos e danças brasileiras e começou a sambar em Chicago com um professor brasileiro. Cinco anos depois, começou a ministrar em Madrid aulas de samba para iniciantes com o que aprendeu nos Estados Unidos. Durante a pandemia, aprimorou seu gingado através de aulas on-line com o instrutor Alex Coutinho. No próximo carnaval realizará o sonho de desfilar no carnaval carioca.

Carla Sánchez dança há 8 anos. Iniciou no Texas no Austin Samba School e atualmente pratica a arte no Samba AZ, no Arizona, nos Estados Unidos. Na Lins Imperial, espera representar a escola com a melhor das suas habilidades, sempre compartilhando alegria.

A verde e rosa do Lins continuará investindo no seu retorno ao Sambódromo. A escola será a primeira agremiação a desfilar no sábado de carnaval pela Série Ouro, da Lierj.

 

Fotos: Divulgação

 

 

Paulo Costa

%d blogueiros gostam disto: