ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1993 – E La Vou Eu

1993 – Não tivemos aumento no número de membros de nossa família, mas a soberania no carnaval era plena, tínhamos o meu irmão Edson como Diretor Geral de Harmonia na Unidos da Ponte, a Cristina minha cuinhada desfilando na Grande Rio, tivemos ainda neste ano meu irmão Marco e minha cunhada Cristina como Diretores de Harmonia do Acadêmicos de Vigário Geral no grupo C na Avenida Rio Branco, a escola ficou em o segundo lugar no resultado final ganhando assim o direito de desfilar no grupo B no ano seguinte na Avenida Marques de Sapucaí. No dia 22/02/1993 não foi possível participar da belíssima apresentação do Salgueiro, horas antes ocorreu um problema que acabou me tirando daquele desfile que até mesmo o tempo parecia querer roubar o brilho do desfile, porem se rendeu ao Ita Salgueirense. Só me restou acompanhar a apresentação pela Tv com lagrimas nos olhos, acompanhei aquele desfile memorável. O samba-enredo do Salgueiro “Peguei um Ita no Norte” que se tornou o grande sucesso do carnaval, sendo cantado em toda Avenida Marques de Sapucaí.

Acadêmicos do Salgueiro

“Peguei um Ita no Norte” “La vou eu..” assim começa a letra do samba-enredo, e o espetacular desfile do Salgueiro com famosos salgueirenses como: Jorge Bem Jor, Eri Johson, Fernanda Keller, Fernando Vannucci que não desfilou, pois estava a serviço na cabine de transmissão da Rede Globo e mais cerca de cinco mil componentes daquele desfile. Não foi somente um samba contagiante que transformou a avenida em um grande coral. O enredo, do carnavalesco Mário Borriello inspirado em uma canção de Dorival Caymmi, que falava de uma viagem de Belém ao Rio, retratando as diferentes culturas do Brasil. Com fantasias superiores as alegorias que criaram um bonito conjunto de cores, com prata, ouro, vermelho e branco sendo valorizado as cores da escola. Com seu ponto alto foi as diversas paradas em cidades brasileiras e no fim o sonho realizado da chegada da embarcação ao Rio de Janeiro.

Aconteceu no Carnaval

1993 – A bateria da Portela foi mal posicionada à direita da pista, por onde deveriam passar as alegorias. Isso gerou confusão na dispersão e um bate-boca entre diretores da escola, o presidente Carlinhos Maracanã teve de intervir pessoalmente para amenizar os ânimos.

1993 – A Justiça condena 13 grandes bicheiros do Rio por formação de quadrilha. Durante o ano foi debatido se as escolas conseguiriam sobreviver sem ajuda de seus patronos.

1993 – Caprichosos e Unidos da Ponte seriam rebaixadas para o Grupo 1 em 1994, porém seus descensos foram anulados devido a tentativas de manipulação do resultado através da divulgação de escutas telefônicas.

1993 – Com o rebaixamento de três escolas no Carnaval de 1992, finalmente a Liesa atingiu o objetivo de limitar o número de agremiações do Grupo Especial a 14. Por tabela, estava eliminado o que, para a entidade, era um grande problema: os desfiles sob a luz do sol.

1993 – O patrono Castor de Andrade foi vaiado após fazer um discurso inflamado contra a “perseguição” aos bicheiros encampada pela juíza Denise Frossard – meses depois, Castor e outros patronos de escolas de samba foram condenados a prisão.

1993 – Além dos problemas no som, a Estácio claramente sentiu com o gigantismo que acomete escolas campeãs no ano anterior. Estima-se que a agremiação trouxe 7 mil componentes.

1993 – Estácio de Sá teve um desfile repleto de problemas e acabou não reeditando a excelente apresentação do ano anterior. Minutos depois de a escola ter iniciado sua exibição, o sistema de som falhou e Dominguinhos parou de cantar o samba. A Vermelho e Branco exigia que o relógio fosse zerado e tudo recomeçasse, mas o presidente da Liesa Capitão Guimarães não aceitou. Depois de uma áspera discussão, Dominguinhos recomeçou a cantar quando o cronômetro já marcava nove minutos.

Com isso, o Estácio teve uma evolução apressada e “esburacada” o tempo todo e, para piorar, o som voltou a falhar, o que matou de vez a harmonia da escola.

1993 – Com o nono lugar a Grande Rio, consolidou sua permanência no Grupo Especial, de onde jamais saiu até hoje.

Morreram:

14/03/1992 Roberto Martins, compositor autor de várias marchinhas de carnaval nas décadas de 40 e 50 aos 82 anos.

10/04/1992 Odilon do Estácio, fundador da Banda do Estácio, apresentador do pagode do Leão da Estácio de Sá.

01/06/06/1992 Luiz Messa de Deus, o João de Deus, carnavalesco.

02/06/1992 Maestro Roberto Sodré que, durante anos dirigiu a Orquestra da Bola Preta aos 68 anos.

04/06/1992 Gilberto Alves, cantor e compositor aos 77 anos.

07/06/1992 Gisela Machado, figurinista e esposa de Carlos Machado aos 77 anos.

27/07/1992 Pedro Caetano, compositor de grandes sucessos com mais de 400 composições gravadas, aos 81 anos.

04/08/1992 Estélio de Almeida Campos, o popular “Arroz”, compositor de Vila Isabel e da Mangueira.

02/09/1992 Dulce Alves, jornalista, trabalhava há mais de 26 anos na Rádio Tupi, era comentarista de Carnaval aos 53 anos.

02/09/1992 Mestre Paulo (Paulino Passista) da Unidos da Tijuca aos 46 anos.

12/09/1992 Viriato Ferreira, foi carnavalesco da Portela, Imperatriz Leopoldinense e figurinista da Beija-Flor de Nilópolis, aos 62 anos.

16/09/1992 José Ferreira Leite, Zé Leite, exercia o cargo de Presidente do Conselho Deliberativo da Associação das Velhas Guardas das Escolas de Samba. Foi fundador da Unidos de Vila Isabel e da Unidos do Cabuçu, aos 62 anos.

17/09/1992 Herivelto Martins, autor de mais de 600 músicas, entre elas “Ave Maria no Morro”, aos 80 anos.

26/12/1992 Mauro Rosas, figurinista campeão do concurso de fantasias.

19/01/1993 Aniceto Menezes Silva Junior, partideiro, integrante da Império Serrano. Aniceto só gravou um disco individual, “O Partido Alto no 10”

Desfile das Escolas de Samba

O carnaval de 1993 teve o seguinte resultado: Grupo Especial (LIESA) Passarela do Samba – 10 e 11/02

Acadêmicos do Salgueiro com enredo “Peguei Um Ita no Norte” com 300,5 pontos Campeão, Imperatriz Leopoldinense com enredo “Marquês que é Marquês do Sassarico é Freguês” com 298,0 pontos Vice-Campeã, Beija-Flor de Nilópolis com enredo “Uni-duni-tê, a Beija-Flor escolheu: É Você” em Terceiro, Mocidade Independente de Padre Miguel com enredo “Marraio Feridô sou Rei” com 295,5 pontos, Estação Primeira de Mangueira com enredo “Dessa Fruta eu Como até o Caroço” com 292,5 pontos, Estácio de Sá com enredo “A Dança da Lua” com 292,5 pontos, Unidos do Viradouro com enredo “Amor, Sublime Amor” com 289,0 pontos, Unidos de Vila Isabel com enredo “Gbala, Viagem ao Templo da Criação” com 287,0 pontos, Acadêmicos do Grande Rio “No Mundo da Lua” com 286,0 pontos, Portela com enredo “Cerimônia de Casamento” com 280,5, União da Ilha do Governador com enredo “Os Maiores Espetáculos da Terra” com 279,0 pontos, Unidos da Tijuca com enredo “Dança Brasil” com 278,8 pontos, Caprichosos de Pilares com enredo “Não existe Pecado do Lado de Cá do Túnel Rebouças” com 275,5 pontos, Unidos da Ponte com enredo “A Face do Disfarce” com 245,5 pontos.

Foram rebaixadas para o Grupo A as escolas: Não houve rebaixamento de escola.

Grupo: A (AESCRJ) Passarela do Samba – 09/02

Tradição com enredo “Não me Leve a Mal, Hoje é Carnaval” com 310,0 pontos Campeã, Império Serrano com enredo “Império Serrano, Um Ator de Amor” com 305,0 pontos, Unidos do Cabuçu com enredo “De Quadrinho em Quadrinho, Lá vai Meu Recado…Maurício de Souza” com 291,0 pontos, Acadêmicos de Santa Cruz com enredo “Quo Vadis, Meu Negro de Ouro” com 291,0 pontos, Leão de Nova Iguaçu com enredo “O Que é que a Baixada Tem” com 289,0 pontos, Acadêmicos da Rocinha com enredo “Tristão e Isolda, uma Ópera no Asfalto” com 286,0 pontos, São Clemente com enredo “O Pão Nosso de Cada Dia” com 285,0 pontos, Império da Tijuca “Vitis Vinifera, o Império é Uma Uva” com 283,0 pontos, Li ns Imperial com enredo “No Mundo Encantado de Beto Carrero” com 283,0 pontos, Acadêmicos do Engenho da Rainha com enredo “Ciranda, Cirandinha, Vamos todos Sonhar” com 273,0 pontos, Acadêmicos do Cubango com enredo “Do Fogo ás Águas, Recriando a Terra” com 266,0 pontos, Unidos de Lucas com enredo “O Galo Cantou e Lucas Saboreou” com 266,0 pontos, Unidos do Jacarezinho com enredo “Mangueira, Beleza que a Natureza Criou” com 255,0 pontos, Arranco do Engenho de Dentro com enredo “Acredite se Quiser” com 252,0 pontos, Arrastão de Cascadura com enredo “Quem Canta seus Males Espanta” com 252,0 pontos, Mocidade Unida de Jacarepaguá com enredo “Dona Zica e Dona Neuma, Enredo de Verdade” com 243,0 pontos.

Sobem para o Grupo Especial as Escolas: Tradição, Império Serrano

Foram rebaixadas para o Grupo 3 (AESCRJ): Mocidade Unida de Jacarepaguá

Comentário: 

Para seu comentário ao final do Post utilize o Campo Deixe uma Resposta

Link para o Yotube:

https://www.youtube.com/results?search_query=mundo+do+carnaval

Referencias: wikipédia, lisanet, pedrodomingão,