ÚLTIMAS NOTÍCIAS

2005 – O Círculo e o Desfile!

2005 – Neste carnaval voltamos a ter o bichinho da avenida em nossa família, no domingo 06/02/2005 a tarde fiz junto com a minha sobrinha Fabiane e sua filha nossa pequena Gisele, um passeio que em anos anteriores era comum á ida a Marques de Sapucaí na concentração das escolas, onde era possível ver todas as alegorias em fase de acabamento final e tirarmos fotos. O legal é que naquele domingo eu estaria na terceira escola Acadêmicos do Salgueiro e depois na última a Unidos de Vila Isabel, juntamente com minha irmã Ivone e finalmente na segunda-feira eu estaria na Unidos do Viradouro.

E por falar em Ivone tive que submete-la a um grande sacrifício, pois a sua fantasia não era muito pesada, porém o adereço era bem grande e certamente ela não teria a menor condição de se locomover sem um auxílio, então não tive alternativa se não trazê-la comigo, pois eu ira desfilar no Salgueiro terceira escola e a Vila Isabel seria a última e assim foi feito. Já no Jardim América nosso primeiro desafio eram 03 fantasias, sendo que uma era incômoda para ser transportada. Conseguimos embarcar em uma Kombi de transporte alternativo e negociamos como o motorista nossa exclusividade como passageiro até a estação metrô de Irajá. Por sorte as duas escolas tiveram como concentração o lado dos Correios, pois assim foi possível deixa-la acomodada com as fantasias próxima as barracas junto aos correios. Um grande momento daquela noite foi o processo que eu e minha irmã havíamos realizado que foi também praticado por alguns filhos, irmãos e netos que agiram da mesma forma e assim formou-se um grande circulo onde todas puderam aguardar os nossos retornos para o desfile na Vila Isabel.

A grande novidade no regulamento do desfile de 2005 ocorreu na ordem dos desfiles. Anteriormente a escola campeã do grupo de acesso abriria o desfile no Domingo e a escola penúltima colocada no grupo Especial abriria o desfile na Segunda-Feira. A modificação foi que estas mesmas escolas encerrariam os desfiles de Domingo e Segunda respectivamente. A LIESA acreditava em sua teoria que esta mudança impediria que essas escolas anteriormente prejudicadas por abrirem os desfiles, encontrariam o público frio e já entrassem na avenida “rebaixadas”. Neste primeiro ano de experiência, coube a Mocidade Independente de Padre Miguel no Domingo e a Unidos do Porto da Pedra na Segunda-Feira a abertura dos desfiles.

Outro item que também movimentou o carnaval do ano de 2005 foram os enredos patrocinados. A Unidos de Padre Miguel com “Buon Mangiare, Mocidade! A arte está na Mesa” a influência da culinária e a cultura italiana no Brasil foi patrocinada pela empresa de telefonia Tim, Estação Primeira de Mangueira com o enredo “Mangueira energiza a avenida. O carnaval é pura energia e a Energia é o nosso Desafio” que inclusive apresentou em seu samba-enredo o verso “A energia é o nosso desafio”, uma alusão ao slogan da Estatal teve seu enredo patrocinado pela Petrobras, já a Grande Rio com o enredo “Alimentar o corpo e a alma faz bem!” apresentou em seu samba-enredo “La em nosso ninho”: Ninho, um dos produtos mais famosos da Nestlé teve seu enredo patrocinado por esta. Com relação a Porto da Pedra que foi intensamente criticada o motivo não foi enredo patrocinado, a escola escolheu a reedição do enredo “Carnaval – Festa Profanada União da Ilha do Governador do ano de 1989, este foi o motivo das diversas criticas, enredo de outra escola.

Beija-Flor de Nilópolis

2005 – Com o enredo “O vento corta as terras dos Pampas. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Guarani, Sete Povos na fé e na dor… Sete missões de amor”, logo na abertura do desfile a escola apresentou o açoitamento de Jesus Cristo, que não fazia parte da comissão de frente. Esta foi a solução encontrada para a polêmica que foi gerada a fé cristã, o modo de vida dos índios guaranis antes da chegada dos jesuítas e do contraste entre as culturas europeia e indígena. O fim do período de catequização foi apresentado com o tratado de Madri, que revogou o de Tordesilhas e deu à Coroa Portuguesa o direito formar o território gaúcho.

Algumas alas da comunidade apresentaram coreografias próprias, uma delas a dos centuriões de Herodes, teria sido inspirada em soldados nazistas. Resultado de uma fusão que desta vez deu certíssimo, a escola apresentou belíssimo samba-enredo interpretado por Neguinho. As alegorias também estavam  todas impecáveis, destaque para a alas das baianas representando a “6ª Missão de amor: louvar a Deus sobre todas as coisas” com uma fantástica fantasia em dourado brilhante com o sol, e os figurinos  ficaram ainda mais impactante.

A bateria que não apresentou grande ousadia esteve impecável, cadenciada e firme, destaque para o naipe de frigideiras que deu um molho interessante ao samba, a harmonia esteve excelente, apesar do grande número de alas coreografadas, a evolução foi constante e coesa até a Apoteose. Não resta duvida, a Beija-Flor era candidata ao tricampeonato.

Unidos da Tijuca

2005 – Aguardada com toda expectativa a Unidos da Tijuca do carnavalesco Paulo Barros, com enredo “Entrou por um lado, saiu pelo Outro… Quem quiser que Invente Outro!” não decepcionou e mais uma vez apresentou mais um belo desfile. Apresentando novamente os carros alegóricos um show de coreografias, com uma comissão de frente que trazia personagens do imaginário humano. O abre-alas tinha o incrível número de 240 componentes, que, com bandeiras da agremiação ou guarda-chuvas ou pompons, faziam diferentes coreografias formando o pavão, símbolo da Tijuca.  

O samba, apesar de não ser considerado uma obra-prima, foi bem cantado por Wantuir e teve uma acelerada bateria a sustentá-lo. Os componentes cantaram com entusiasmo e evoluíram bem rumo à Apoteose, onde a Tijuca foi recebida com gritos de “campeã”. De fato, a escola do Borel já não era mais uma surpresa isolada, mas uma forte candidata a títulos.

 Aconteceu no Carnaval

2005 – O 13º lugar marca a primeira e única vez na história dos desfiles em que a Portela ficou abaixo da décima colocação. Antes, a maior campeã do Carnaval havia tido o décimo lugar em 1990, 1993, 2000 e 2001 como piores resultados.

 2005 – O CD de sambas-enredo teve uma novidade: cada faixa tinha uma apresentação feita pelo locutor oficial do sambódromo Demétrio Costa, com sons de fogos de artifício ao fundo. Por exemplo: “Em nome do pai, e do espírito guarani! Vem aí a bicampeã Beija-Flor de Nilópolis!”, ou “Com toda sua energia! Vem aí Estação Primeira de Mangueira!”, ou “A Vermelho e Branco é Fogo! Vem aí Acadêmicos do Salgueiro!”.

 2005 – Foi o último desfile da Tradição no Grupo Especial até hoje. Foram 14 desfiles na elite e em apenas três a agremiação ficou acima da décima colocação: em 1988 e 2001 em oitavo lugar e em 1994 na sexta posição, sendo que só nos dois últimos anos citados ficou à frente da Portela na classificação.

 2005 – Foi a última vez em que Maria Helena e Chiquinho, mãe e filho, desfilaram como porta-bandeira e mestre-sala da Imperatriz Leopoldinense. Foram 23 carnavais da escola com a dupla e sete campeonatos conquistados, além de dois prêmios do Estandarte de Ouro para cada um. Maria Helena passou a desfilar como destaque da ala das baianas.

O carnaval de 2005 teve o seguinte resultado: Grupo Especial (LIESA) Passarela do Samba – 06 e 07/02

Beija-Flor de Nilópolis com enredo “O Vento corta as Terras dos Pampas. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Guarani, sete povos na Fé e na dor… Sete, missões de Amor” com 399,4 pontos Campeã, Unidos da Tijuca com enredo “Entrou por um lado, saiu pelo Outro… Quem quiser que Invente Outro!” Com 399,3 pontos Vice-Campeã, Acadêmicos do Grande Rio com enredo “Alimentar o Corpo e a Alma faz Bem!” com 398,6 pontos em Terceiro, Imperatriz Leopoldinense com enredo “Uma Delirante confusão Fabulística” com 398,5 pontos, Acadêmicos do Salgueiro com enredo “Do Fogo que Ilumina a vida, Salgueiro é chama que não se Apaga” com 397,9 pontos, Estação Primeira de Mangueira com enredo “Mangueira Energiza a Avenida. O Carnaval é pura Energia e a energia é o nosso Desafio” com 393,8 pontos, Unidos do Porto da Pedra com enredo “Carnaval – Festa Profana” com 393,5 pontos, Unidos do Viradouro com enredo “A Viradouro é só Sorriso!” com 393,4 pontos, Mocidade Independente de Padre Miguel com enredo “Buon Mangiare, Mocidade! A arte esta na Mesa” com 388,7 pontos, Unidos de Vila Isabel com enredo “Singrando em Mares Bravios… E construindo o Futuro” com 386,8 pontos, Caprichosos de Pilares com enredo “Carnaval, doce ilusão. A Gente se vê Aqui no meio da multidão: 20 anos de Liga” com 386,3 pontos, Império Serrano com enredo “Um Grito que ecoa no ar. Homem/Natureza – O Perfeito Equilíbrio” com 384,3 pontos, Portela com enredo “Nós Podemos: Oito ideias para mudar o Mundo!” com 383,9 pontos, Tradição com enredo “De Sola sol, de Sol à soja. Um negócio da China!” com 379,6 pontos.

Foram rebaixadas para o Grupo A as escolas: Tradição

Grupo: A (AESCRJ) Passarela do Samba – 05/02

Acadêmicos da Rocinha com enredo “Um Mundo sem Fronteiras” com 179,7 pontos, Campeã, União da Ilha do Governador com enredo “Das Veredas dos Trilhos a um Sonho de fé… A Ilha traz a Conquista do Pináculo, Corcovado Tentação!” com 178,9 pontos Vice-Campeã, São Clemente com enredo “Velha é  a vovozinha: a São Clemente Enrugadinha e Gostosinha” com 178,4 pontos, Acadêmicos de Santa Cruz com enredo “Rio – Conquistas e Glórias de uma Cidade de Histórias” com 178,3 pontos, Alegria da Zona Sul com enredo “Teatro Rival – 70 anos de Resistência Cultural” com 176,1 pontos, Acadêmicos do Cubango com enredo “O Fruto da África de todos os Deuses no Brasil de fé. Candomblé…” com 175,5 pontos, Alegria da Zona Sul com enredo “Teatro Rival – 70 anos de Resistência Cultural” com 176,1 pontos, Acadêmicos do Cubango “O Fruto da África de todos os Deuses no Brasil de fé. Candomblé…” com 175,5 pontos, Vizinha Faladeira com enredo “222 Gil, O Expresso da Cultura do Brasil” com 175,2 pontos, Renascer de Jacarepaguá com enredo “Espelho, espelho Meu!” com 175,1 pontos, Paraíso do Tuiuti com enredo “Cravo de Ouro, eu Também sou da Lira e não quero Negar” com 174,8 pontos, União de Jacarepaguá com enredo “Iriruama-arara-o-ama por toda Eternidade” com 172,7 pontos.

Sobem para o Grupo Especial as Escolas: Acadêmicos da Rocinha.

Foram rebaixadas para o Grupo 3 (AESCRJ): Paraíso do Tuiuti, União de Jacarepaguá

Comentário: 

Para seu comentário ao final do Post utilize o Campo Deixe uma Resposta

Link para o Yotube:

https://www.youtube.com/results?search_query=mundo+do+carnaval

Referencias: wikipédia, ourodetolo, www1folhauol.

Comments (6)

  1. Muito bom ler as coisas e relembrar

  2. Neste ano os carros alegóricos da acadêmico da Rocinha tevê grande dificuldade para atravessar a ponte junto o canal do mangue na presidente Vargas a pós diversas tentativas fui solicitado pelo diretor de barracão Para auxiliar neste tarefa após conversa com todos os motoristas conseguimos fazer esta travessia foi muito bom poder ajudar pois como diretor responsável pela dispersão foi gratificante

  3. O ano de 2005 foi realmente marcante como vc relatou, mas o que mais mexeu comigo foi sua sabedoria sobre essa linda festa mundial que é o CARNAVAL. Mais uma vez parabéns!

    • Oi Dinha obrigado pelo seu retorno, realmente esta lembranças nos trás um sentimento inexplicável, você sabe
      o quanto eu gosto desta festa e quantas lindas coisas ja vi e passei com ela.