ÚLTIMAS NOTÍCIAS

2008 – A Primeira Vez e os Desfiles Irregulares!

2008 – Este é o primeiro carnaval como integrante da família Jesus, era o meu primeiro ano de namoro como a Mírian e curiosamente a família Jesus também era amantes do carnaval. Seu Guilherme que infelizmente não cheguei a conhecê-lo era Presidente do Bloco Carnavalesco Embalo da Vila Tiradentes, mas conheci dona Mirtes a matriarca da família que era uma participante ativa desta festa e religiosamente assistia os desfiles nas arquibancadas.

Ainda tem os foliões Mariléia Maria presidente de ala da Inocentes de Belford Roxo, Marcia Maria desfilante das escolas Grande Rio e Inocentes de Belford Roxo e seu marido Avelino Ribeiro diretor da ala de Passistas na Grande Rio e Assessor de Impressa da Inocentes de Belford Roxo. Recordo que a segunda participante desta grande família que tive o prazer de conhecer foi Andresa (que carinhosamente a chamo de prima), que desde os primeiros momentos que conversamos sempre transmitiu seu apoio ao nosso relacionamento.

Voltando ao desfile tivemos no sábado dia 02/02 no Grupo de acesso A com a União da Ilha do Governador uma reedição do enredo “É Hoje o Dia” do carnaval do ano de 1982, quando a escola fez um grande desfile ficando na quinta colocação no grupo 1A. Neste carnaval em 2008 a reedição foi ainda maior, o ritmo e a coreografia apresentada pela bateria de mestre Riquinho e o interprete Ito Melodia contagiaram toda avenida com um samba que todos conheciam, o desfile da União da Ilha foi memorável.

No grupo especial várias escolas cometeram irregularidades em seu desfile, exceto a Beija Flor de Nilópolis que fez um bom desfile, o que sem nenhuma dúvida credencia a escola para campeã do carnaval.

Beija-Flor de Nilópolis

 Com enredo “Macapá: Equinócio Solar, Viagens Fantásticas ao meio do Mundo” do carnavalesco Alexandre Louzada, a escola iniciou o seu desfile com um belíssimo abre-alas, acoplado “Brilho de fogo – o rastro iluminado” que trouxe a frente um gigantesco beija-flor vermelho com uma iluminação pesada e perfeita dando a alegoria um visual incandescente como o Sol, Integrado por cinquenta beija-flores cobertos por penas que ganharam as mais diversas formas, integrando-se ao visual do carro.

 Com cores fortes nos tons vermelho, laranja e amarelo também como o Sol, assim estava a alas das crianças, multicoloridos estava o casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira, enquanto a comissão de frente era totalmente dourada. Nela os integrantes representaram o encontro do beija-flor de Nilópolis e o beija-flor de Macapá, também chamado de brilho de fogo. Um único integrante da comissão carregava em sua fantasia 1.200 lâmpadas.

 Uma ala com fantasia diferente mostrou a pororoca, o encontro dás águas do rio com as águas do mar. Integrantes fantasiados de peixes e aqueles que representavam a espuma das ondas fizeram uma coreografia em referência a esse fenômeno. Depois das belezas naturais, foi a vez do artesanato invadir a avenida em diversas alas. As baianas, por exemplo, homenagearam a cerâmica Cunani Maracá.

 Contrariando o modismo de celebridades a frente da bateria, a Beija-Flor tem como rainha Raissa Oliveira, a mais jovem a ocupar esse posto na elite do carnaval carioca.

 Acadêmicos do Salgueiro

 Sob uma chuva chata e persistente, o Salgueiro fez uma ótima apresentação e se colocou na disputa pelas primeiras colocações. O enredo “O Rio de Janeiro continua sendo…” foi mais uma demonstração da capacidade dos carnavalescos Renato Lage e Márcia Lávia, com alegorias criativas e fantasias multicoloridas, que transmitiram a proposta com bastante facilidade.

 Aconteceu no Carnaval

Samba Carioca

Patrimônio Cultural do Brasil

O samba carioca foi declarado patrimônio cultural do Brasil no dia 09 de outubro de 2007, quando foi diplomado oficialmente pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), do Ministério da Cultura. A medida protege as três matrizes do mais popular gênero musical brasileiro: o samba de terreiro, o partido-alto e o samba-enredo. Iniciativas que objetivam preservar as raízes do samba, articulando ações com comunidades de sambistas, escolas de samba, velhas guardas e músicos contemporâneos têm merecido o apoio cultural do Governo Federal, através da Petrobras, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

2008 – Infelizmente foi o último desfile completo de Mestre Louro. Um dos grandes diretores de bateria da história do Carnaval carioca, Lourival de Souza Serra sucumbiu a um câncer no estômago, aos 58 anos, no dia 14 de março de 2008. Filho de Iracy Serra, um dos fundadores do Salgueiro e irmão de Almir Guineto. Louro se consagrou na Vermelho e Branco e ainda defendeu a Caprichosos de Pilares e Unidos do Porto da Pedra, sua última escola. No desfile de 2008 ele passou mal no primeiro recuo da bateria e somente retornou no segundo, em más condições.

2008 – Na TV Globo, Dudu Nobre comentou os desfiles e se concentrou em analisar as baterias, munido de um metrônomo, aparelho que detecta as batidas por minuto. Apesar da grande atuação da bateria da Imperatriz Leopoldinense, o músico citou que o metrônomo ultrapassou os 150 bpm e que isso caracterizaria marcha em vez de samba. Na apuração, a escola de Ramos levou quatro notas 10 e Mestre Marcone disse no Desfile das Campeãs que as notas eram a melhor resposta.

2008 – Penúltima escola a desfilar, a Acadêmicos do Grande Rio chegou à Sapucaí com um grande problema: onde estava o intérprete Wander Pires? Ninguém sabia… Sem poder esperar, a escola começou a desfilar conduzida por Emerson Dias, e Wander Pires finalmente chegou com o desfile em andamento (o áudio ao vivo do desfile acima, deixa claro). O cantor alegou ter sofrido um acidente de carro na ida para a Sapucaí: “Tenho me dedicado muito à escola. Estava há quatro noites sem dormir e o médico me receitou um remédio muito forte, acabei dormindo e me atrasando”.

O carnaval de 2008 teve o seguinte resultado: Grupo Especial (LIESA) Passarela do Samba – 03 e 04/02

Beija-Flor de Nilópolis com enredo “Macapá: Equinócio Solar, Viagens Fantásticas ao meio do Mundo” com 399,3 pontos Campeã, Acadêmicos do Salgueiro com enredo “O Rio de Janeiro Continua Sendo…” com 398,0 pontos Vice-Campeã, Acadêmicos do Grande Rio com enredo “Do Verde de Coari, vem meu Gás, Sapucaí!” com 396,9 pontos em Terceiro, Portela com enredo “Reconstruindo a Natureza, Recriando a Vida: O Sonho vira Realidade” com 396,8 pontos, Unidos da Tijuca com enredo “Vou Juntando o que eu Quiser, Minha mania vale Ouro. Sou Tijuca, trago a Arte colecionando o meu Tesouro” com 396,5 pontos, Imperatriz Leopoldinense com enredo “João e Marias” com 396,5 pontos, Unidos do Viradouro com enredo “ É de Arrepiar” com 396,0 pontos, Mocidade Independente de Padre Miguel com enredo “O Quinto: de Portugal ao Brasil, uma Utopia na História” com 395,1 pontos, Unidos de Vila Isabel com enredo “Trabalhadores do Brasil” com 394,6 pontos, Estação Primeira de Mangueira com enredo “100 Anos do Frevo, é de Perder o Sapato. Recife mandou me Chamar…” com 393,9 pontos, Unidos do Porto da Pedra com enredo “100 Anos de Imigração Japonesa no Brasil – Tem pagode no Mar” com 388,2 pontos, São Clemente com enredo “O Clemente João VI no Rio: A redescoberta do Brasil” com 387,5 pontos.

Foram rebaixadas para o Grupo de Acesso A (AESCRJ) as Escolas: São Clemente

Grupo: de Acesso A (AESCRJ) Passarela do Samba – 02/02

Império Serrano com enredo “Tai Eu Fiz Tudo pra Você Gostar de Mim” com 239,8 pontos Campeã, Acadêmicos da Rocinha com enredo “Rocinha é Minha vida Nordeste é Minha História” com 239,1 pontos Vice-Campeã, Acadêmicos de Santa Cruz com enredo “Da Abertura dos Portos à Cidade do Porto, Itaguaí – Uma História Real” com 239,1 pontos Vice-Campeã, Renascer de Jacarepaguá com enredo “É Chegado a Portugal o Tempo de Padecer, se te Oprime a Cruel França, Sorte melhor Hás de Ter” com 238,5 pontos, União da Ilha do Governador com o enredo “É Hoje o Dia!” com 238,4 pontos, Caprichosos de Pilares com enredo “De Santo Antônio de Sá ao Polo Petroquímico, Itaboraí…Uma Terra Abençoada” com 237,9 pontos, Estácio de Sá com enredo “A História do Futuro” com 237,7 pontos, Império da Tijuca com enredo “Duzentos anos da Corte Real nos Jardins da Família Imperial” com 234,7 pontos, Acadêmicos do Cubango com enredo “Mercedes Baptista, de Passo a Passo, um Passo com 234,6 pontos,

Lins Imperial com enredo “Apresento-lhes com Louvor, meu Pai querido, D. João VI” com 234,6 pontos.

Sobem para o Grupo Especial as Escolas: Império Serrano.

Foram rebaixadas para o Grupo 3 (AESCRJ): Acadêmicos do Cubango, Lins Imperial.

Comentário: 

Para seu comentário ao final do Post utilize o Campo Deixe uma Resposta

Link para o Yotube:

https://www.youtube.com/results?search_query=mundo+do+carnaval

Referencias: wikipédia, g1globo, ourodetolo,

Comments (6)

  1. Esse fatos são muito interessante e ilustra bem o que é nosso carnaval.

    • Marco Antonio, e sempre bom ver que você esta gostando de participar é isto mesmo o carnaval e muito interessante mesmo
      e nos permite ver estas lindas imagens.

  2. Parabéns Paulo Cesar Costa, muito interessante suas publicações, nos faz vivenciar a nossa cultura o ano inteiro!

  3. Feliz estou em ver uma postagem como esta onde podemos saber sobre a base e historia sobre uma agremiação. grato Clayton Luis