ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTA DE REPÚDIO – LIVRES/RJ – Matéria Veiculada na Revista Veja, em 30.01.2021

LIGA INDEPENDENTE VERDADEIRAS RAÍZES DAS ESCOLAS DE SAMBA DO RIO DE JANEIRO – LIVRES/RJ, representada por seus Diretores Jurídicos José Luiz Davalle e Antonio Gonçalves, vem a público manifestar completo REPÚDIO à matéria jornalística veiculada na data de ontem (30.01.2021), pela Revista Veja.

 

O suposto “projeto” para o Carnaval 2022, intitulado “Da Cidade Maravilhosa do Rio de Janeiro para Brasília, capital do Brasil. De JK (Juscelino Kubitschek) a JB – suas riquezas minerais, belezas naturais, fauna, flora e tradições“, não teve origem nos órgãos vinculados à LIVRES/RJ e não é de autoria de qualquer Diretor, Coordenador e/ou membro do corpo diretivo da LIVRES/RJ e das agremiações a ela filiadas.

 

Referido suposto “projeto” não foi analisado pelas Diretorias de Carnaval, Artística, Cultural e Jurídica da LIVRES/RJ, que, têm a devida competência para fazer a triagem dos inúmeros projetos, ideias e propostas recebidos, diariamente, de representantes de escolas de samba, membros da imprensa e sambistas em geral. Em razão disso, tal suposto projeto não foi debatido em Assembleia Geral, Plenária, Reunião do Conselho Deliberativo e/ou Reunião da Diretoria Executiva da LIVRES/RJ, inexistindo, desse modo, interesse na sua suposta apresentação (a quem quer que seja) e aprovação pelas autoridades competentes.

 

Há tempos atrás a LIVRES/RJ recebeu a proposta de realização de um carnaval temático, que trataria dos 60 anos da transferência da Capital Federal do Rio de Janeiro para Brasília, sem sequer citar nomes de autoridades, especialmente do Presidente da República, o Sr. Jair Bolsonaro (o qual, como se tem visto é muito criticado pela comunidade do carnaval, por diversos motivos, incluindo, posicionamentos em relação a minorias atuantes nas escolas de samba e os diversos cortes de verbas nas áreas da saúde, educação e cultura), mas, até a presente data, o proponente não submeteu qualquer projeto para análise pelos órgãos competentes, não sendo possível, desse modo, vincular o mencionado projeto à LIVRES/RJ, à sua Diretoria e/ou a qualquer agremiação filiada.

 

A Diretoria Jurídica da LIVRES/RJ salienta que, nos moldes como consta da publicação da Revista Veja, a proposta é manifestamente ilegal e inconstitucional, inclusive em virtude do seu caráter eleitoreiro, o que não condiz com os pilares, objetivos, finalidade e metas desta instituição apolítica, sem fins lucrativos e, eminentemente, cultural.

 

Como sempre se tem destacado em todas as nossas publicações (nos diversos meios de imprensa e nas redes sociais), a LIVRES/RJ é uma liga que preza pela transparência, ética e valorização do samba e do carnaval, que visa representar as agremiações filiadas na busca por melhores condições de trabalho, com vistas a terem igualdade de condições nas disputas carnavalescas, que, no nosso entendimento, deve acontecer sem favoritismo e às claras.

 

Há, ainda, que se ressaltar que diversas agremiações filiadas já possuem enredo para o Carnaval 2022, algumas, inclusive, com enredos críticos ao Governo e governantes brasileiros. Aliás, desde os primórdios, as escolas de samba têm um importante papel na conscientização popular, via seus sambas-enredo e enredos com relevantes temas sociais de interesse de toda a coletividade.

 

Repudiamos, também, as manifestações (na Revista Veja e nas redes sociais) do ilustre carnavalesco Leandro Vieira (do GRES Estação Primeira de Mangueira e do GRES Império Serrano), que, antes de tecer suas (ofensivas) manifestações, não procurou informações junto à LIVRES/RJ e seus representantes, a fim de confirmar a veracidade das mesmas. Repúdio esse que estendemos a presidentes e diretores de outras ligas carnavalescas e agremiações não filiadas à LIVRES/RJ, que estão usando a situação para, de alguma forma, tentar prejudicar uma instituição que tem feito a diferença no Carnaval Carioca (divulgando notas e justificativas com celeridade, prestando contas de valores públicos e privados recebidos pelas agremiações filiadas, levando a conhecimento das autoridades fatos que prejudicam o Carnaval Carioca, dentre outros). Assim, entendemos se tratar, no mínimo de caso de retratação (pedidos de desculpas) à LIVRES/RJ e às agremiações a elas filiadas.

 

LIVRES/RJ aproveita para, mais uma vez, reafirmar o seu compromisso com as agremiações e o povo do samba, de sempre respeitar seus anseios e defender seus interesses, buscando agir com ética, transparência e respeito às tradições do samba e do carnaval, especialmente, do Carnaval Carioca.

 

Atenciosamente,

 

José Luiz Davalle

Advogado

 

Antonio Gonçalves

Advogado

 

Liga Independente Verdadeiras Raízes das Escolas de Samba – LIVRES

Departamento Jurídico