ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Parceria em disputa de samba da Mangueira fala sobre a falta de calor humano nas eliminatórias

Um dos clássicos de disputa de samba é a torcida, a vibração da comunidade torcendo para os sambas e todo aquele calor humano. Este ano a situação é diferente. Devido a pandemia da Covid-19, a Estação Primeira de Mangueira está realizando a sua disputa através de Lives.

Seguindo os procedimentos sanitários, além da falta do público e torcida, apenas um integrante de cada parceria foi autorizado a participar da live. Após se classificar na primeira fase, Igor Leal, integrante da parceria 17 falou sobre essa falta do público e da presença na disputa.

– Fomos representados pelo nosso parceiro Cadu e o Alemão do Cavaco, por ser Diretor Musical da escola também esteve presente. É uma situação muito complicada, é muito importante em uma disputa ter o “termômetro” da torcida, dos integrantes da escola, a forma que o nosso samba é recebido. Esse ano está diferente, mas sabemos que é por um motivo justo – revelou Igor Leal.

Apostando na inovação, a parceria de Gilson Bernini, Alemão do Cavaco, Cadu e Igor Leal também gravou uma versão acústica da obra em homenagem a Cartola, Jamelão e Delegado no enredo José, Angenor e Laurindo, na voz de Xande de Pilares. O resultado final por ser conferido através do link https://www.youtube.com/watch?v=BZ0HsjsjYIc