TV Globo conversa com Liesa e Liga-SP sobre os contratos para transmissões dos desfiles de 2022

TV Globo conversa com Liesa e Liga-SP sobre os contratos para transmissões dos desfiles de 2022

Crédito: Alberto João

Ao site CARNAVALESCO, emissora informa que está conversando com as duas ligas para ‘encontrar soluções para superar os desafios impostos a todos pelos impactos da pandemia’

O Carnaval 2021 terminou sem os desfiles das escolas de samba e nos bastidores o clima é de planejamento para realização no ano que vem. O site CARNAVALESCO apurou que a TV Globo iniciou uma conversa com a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) sobre o contrato para transmissão de 2022 e uma possível redução no valor pago.

No Rio de Janeiro, a informação não-oficial é que cada escola de samba do Grupo Especial recebe R$ 2 milhões por ano da TV Globo pelo direito da transmissão. Procuramos a emissora que, através da Comunicação da Globo, respondeu e também falou que está conversando com a Liga-SP. O motivo para conversa sobre os contratos informado pela emissora é o impacto da pandemia da Covid-19.

“Estamos conversando com as duas Ligas parceiras com o objetivo de encontrar soluções para superar os desafios impostos a todos pelos impactos da pandemia de Covid-19 no Brasil”.

Vale lembrar que em setembro de 2019 a TV Globo renovou por seis anos a compra direitos para a transmissão dos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro.

“A parceria das Escolas de Samba do Rio com a Globo tem sido fundamental para manter viva uma das maiores expressões da cultura brasileira. É com este investimento dos direitos de transmissão que as Escolas de Samba começam a estruturar todo o seu desfile”, afirmou na época da renovação, Jorge Castanheira, presidente da Liesa.

Relação longa entre Globo e Carnaval

Um ano depois de inaugurada, em abril de 1965, a Globo passou a cobrir o carnaval carioca e, em seguida, o carnaval pelo resto do país. Atualmente, a emissora mobiliza cerca de dois mil profissionais para a promover a festa das escolas de samba e das centenas de blocos que arrastam foliões por toda a cidade.

Em sua área de imprensa, a TV Globo explica que o investimento não se encerra na compra dos direitos de transmissão.

“Meses antes dos desfiles, equipes do jornalismo acompanham a definição dos enredos, a escolha dos sambas e o trabalho nos barracões das escolas em reportagens e séries especiais nos telejornais locais e nacionais. Nos quatro dias de desfile, a Globo monta um estúdio especial na Sapucaí onde recebe convidados e comentaristas, destacando os pontos altos de cada apresentação. Equipes de reportagem acompanham, desde a concentração até a dispersão, todos os passos, detalhes, alegorias e samba no pé dos integrantes das escolas e do público que vai até a avenida torcer pela sua escola do coração. Nas ruas, os repórteres acompanham, na Globo e na Globonews, o desfile dos blocos e a diversidade do Carnaval por toda a cidade. Uma festa democrática, com espaço para foliões de todas as idades, gêneros e classes sociais”.

Paulo Costa

%d blogueiros gostam disto: